quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Quadra


“Falar do Ozendo é falar de pessoas simples, com um sério código de honra, de valentes e ágeis rapazes, que têm dado brado nas capeias raianas e de elegantíssimas moças de reconhecida beleza:

                 Oh Ozendo, Oh Ozendo
                Pequenino mas airoso

               Quem nele tomar amores

  Pode-se chamar ditoso.”

 (in: Trabalho dos Mordomos de Nossa Senhora de Fátima, 1999)

1 comentário:

joao disse...

verdade. ozendo é para sempre!